Skip links

Higienização das mãos – prática clínica

Compartilha

A higienização das mãos antes de qualquer procedimento estético sempre foi considerada uma medida básica para o cuidado ao paciente. As mãos são consideradas as principais vias de disseminação de infecções, podendo ocorrer durante o contato direto com o paciente ou por meio do contato indireto, com produtos e equipamentos ao seu redor.

Sendo assim, além de realizar a correta limpeza e esterilização do nosso ambiente de trabalho, instrumentos e equipamentos, devemos nos atentar a higienização das nossas mãos e também das nossas clientes.

A higienização das mãos apresenta as seguintes finalidades: remoção de sujidade, suor, oleosidade, pêlos, células descamativas e microbiota da pele, interrompendo a transmissão de infecções veiculadas ao contato; prevenção e redução das infecções causadas pelas transmissões cruzadas.

É muito comum por exemplo, durante a limpeza de pele, que sua cliente coloque as mãos na face já higienizada, podendo levar a uma contaminação.

Por isso, é de extrema importância realizar a higienização correta de nossas mãos, tanto das profissionais, quanto dos clientes. Assim que o cliente chegar a sua clínica, você pode pedir para que lave as mãos em água corrente com sabão. Logo após, podemos utilizar a Loção Higyclean da Organa para completa assepsia.

A Loção Higyclean, é ideal para a higienização das mãos e áreas que receberão o tratamento estético ou micropigmentação.

Por conter Clorhexidine 2mg/ml tem ação eficaz contra as bactérias, proporcionando biossegurança ideal aos procedimentos. Já o silicone 15mg/ml evita a desidratação da nossa pele. É um cosmético livre de álcool, sendo assim compatível com tratamentos a laser que recomendam evitar o uso do álcool na área a ser tratada. O álcool além de ser inflamável, provoca o ressecamento da pele.

Além de todos esses benefícios, é um produto com base biocompatível, assim como todos os produtos da Organa, sendo livre de petrolatos e parabenos.

Os petrolatos são derivados do petróleo cru que após a desparafinização (retirada de parafina) de óleos pesados, transformam-se em uma substância gelatinosa incolor ou amarelada. Podem ser comercializadas sob o nome de vaselina, óleo mineral ou parafina liquida. É encontrado em muitos produtos pois possui um baixo custo. Esse composto cria uma película impermeável e pode causar entupimento dos poros, favorecendo assim o aparecimento da acne; pode impedir os mecanismos de hidratação natural da nossa pele, favorecendo o envelhecimento precoce e ainda causa uma fotossensibilidade na pele, aumentando os danos causados pela radiação solar.

Já os parabenos são utilizados como conservantes químicos, fazendo com que os produtos se mantenham livres de microrganismos nocivos, durando por mais tempo. Podem ser causadores de alergias cutâneas, envelhecimento precoce da pele, aumento da pré-disposição ao câncer de pele e de mama. Podem aparecer nos rótulos como butilparabeno e metilparabeno.

É importante que toda a equipe esteja ciente sobre as medidas de biossegurança na estética, garantindo a correta higienização das mãos. O controle de infecção é um compromisso da equipe que visa a saúde dos clientes e também dos profissionais.

Junte-se à discussão

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, podemos te ajudar?
Clique no botão abaixo para iniciar uma conversa comigo no Whatsapp!
Powered by