Skip links

HARMONIZAÇÃO FACIAL NÃO-INVASIVA COM HERUS-HIFU

Compartilha

O termo “harmonização facial” está em alta na área estética, afinal, esse procedimento tem feito verdadeiros milagres apenas melhorando o que já é incrível: a sua beleza. Por isso, essa inovação estética tem sido tão procurada, pois trabalha harmonizando os seus próprios contornos.

A princípio, a técnica era conhecida por ser feita com procedimentos minimamente invasivos, como a toxina botulínica, preenchimentos com ácido hialurônico e até mesmo por procedimentos cirúrgicos. Atualmente podemos contar com tratamentos não invasivos e não cirúrgicos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), nos últimos anos houve um aumento de 390% na procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos em todo o Brasil. A procura por outros tipos de tratamentos pode ser explicada pelo aumento de pessoas mais jovens a procura de práticas preventivas, redução de custos com procedimentos estéticos, tempo de recuperação pós-procedimentos inviável e até mesmo aversão por cirurgias e agulhas.

A nossa pele está exposta aos efeitos do envelhecimento de diferentes maneiras. No rosto, se acentuam as marcas de expressão e a flacidez, que vêm com a perda natural de colágeno com o passar dos anos. Por isso, quando começamos a notar o envelhecimento, alguns traços do nosso rosto já estão com quedas, como se fosse um “derretimento” da nossa face. No entanto, a correção desses efeitos hoje em dia já não está longe da realidade e conseguimos encontrar soluções práticas que não necessitam de intervenção cirúrgica.

Como novidade encontramos agora o HERUS MMFU, que é um ultrassom macro microfocado que tem como objetivo promover um lifting facial não invasivo, ou seja, sem cirurgia. É a única tecnologia capaz de atingir o SMAS (Sistema Músculo Aponeurótico Superficial) e promover a mesma retração tecidual existente nas cirurgias de lifting facial, porém, através de pontos de coagulação térmica, ao invés da incisão do tecido feita cirurgicamente. Essa tecnologia já é reconhecida nos EUA pela agência federal do departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (FDA) e no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) como “Lifting Não Cirúrgico”.

O SMAS é uma estrutura fina, esbranquiçada e rica em colágenos tipo I e III, o grande responsável pela sustentação da pele, fica localizado logo abaixo do tecido adiposo e recobre toda a musculatura. Assim, como outras estruturas na pele, no decorrer do processo de envelhecimento, o SMAS também sofre alterações, perdendo sua capacidade de sustentação.

Na cirurgia de lifting facial tradicional, temos a incisão do tecido até atingir o SMAS, onde é tracionado todas as camadas teciduais subjacentes, retirado o excesso de pele e fechado novamente com sutura do tecido. Com o Herus HIFU temos a emissão de ondas ultrassônicas, formando pontos de coagulação térmica devido ao calor produzido em torno de 60°C nos tecidos. Em uma aplicação full face temos em torno de 450 disparos, o que equivale a 8 mil pontos de coagulação. Temos também 3 transdutores com frequências de 4Mhz, 7 Mhz e 10 Mhz, atingindo as profundidades de 4,5mm, 3,0mm e 1,5mm respectivamente e formando pontos de coagulação no SMAS, derme profunda e derme superficial. Dessa forma, temos retração do tecido em todas as camadas da pele, o que também ocorre na cirurgia de lifting facial. A epiderme mantém- se preservada, pois a coagulação térmica irá acontecer apenas nos pontos específicos que foram citados.

O objetivo desse tratamento é promover um tracionamento, obtendo um rejuvenescimento facial com a redução das rugas profundas, melhora das linhas de expressão e contorno facial.

Essa técnica já está sendo realizada em pessoas mais jovens com objetivo preventivo, sendo indicado sessões uma vez ao ano. Em pessoas com um envelhecimento mais acentuado, a cada 6 ou 8 meses. Os resultados já são visíveis com apenas uma sessão de tratamento, com o pico do resultado 3 meses após, tendo o estímulo de colágeno por até 6 meses.

Confira abaixo um resultado clínico realizado pela nossa professora, a Bióloga Esteta Rafaela Pereira, com apenas 60 dias de pós sessão.

 

 

 

Nesse estudo clínico não houve associação com nenhum procedimento, apenas a aplicação do Herus MMFU.

 

Confira esse outro resultado, da Biomédica Dra. Camila Cardoso, onde houve a associação do Herus MMF com a aplicação de Toxina Botulínica.

O Herus HIFU é um tratamento que pode ser feito por qualquer fototipo, em qualquer época do ano e qualquer horário do dia. Ou seja, você poderá realizá-lo e voltar normalmente à sua rotina diária, sem dowtime e sem tempo de recuperação.

Por ser uma técnica inovadora, prática e muito eficaz, o HERUS foi premiado em primeiro lugar pela Estética Business Awards, em 2019, na categoria “Melhor lançamento – Equipamento facial”. Não é atoa que sua requisição aumenta cada vez mais, pois além de ser uma tecnologia com comprovação cientifica, seus resultados são explicitamente significativos e para alcançá-los agora ficou muito mais fácil, sem nenhuma agulha e sem corte, apenas com trinta a sessenta minutos de sessão.

Indicações:

Contração SMAS;

Remoção de rugas;

Neocolagênese;

Rejuvenescimento;

Rearquitetura tridimensional da face.

Áreas de tratamento:

Arco do cupido;

Arqueamento de sobrancelha;

Bichectomia;

Colo;

Flacidez Corporal;

Lifting facial;

Papada;

Pescoço.

Junte-se à discussão

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Chama no Whatsapp